• Nara Guichon

7 plantas fundamentais na impressão botânica




A impressão botânica, também conhecida como Ecoprint, utiliza inúmeros elementos naturais para a criação de padrões têxteis de incomparável beleza e elegância.


Ao longo de tantos anos de estudos e prática, posso dizer que já experimentei inúmeras plantas em combinações inusitadas e instigantes. Como bem sabemos, não existe repetição no Ecoprint, cada peça é única.


Sabemos também que todo artesão ou artesã de impressão botânica possui suas plantas favoritas ou aquelas que possuem um resultado sempre acima do esperado. Com a intenção de colaborar com quem já pratica ou deseja praticar a técnica de Ecoprint, selecionei as 7 plantas fundamentais para uma boa impressão botânica.


São insumos naturais de fácil acesso e disponíveis em boa parte do Brasil. Confira:


Flor do cosmos


Cosmos é uma família de arbustos ornamentais originária do México, mas muito popular no Brasil. Trata-se de uma planta com caule ramificado, folhas muito finas e flores delicadas e graciosas.


Apesar do aspecto frágil, o cosmos é uma planta incrivelmente resistente e que pode alcançar tamanhos consideráveis de acordo com o modo de cultivo e manutenção.

Pode ser encontrada em quase todo o país, com floradas abundantes ao longo de todo o ano. Para quem deseja cultivá-la, é importante semear mensalmente para ter essa maravilha sempre disponível.


Tendo espaço, ela torna-se uma planta invasora, o que não deixa de ser muito bom, pois serve de alimento para muitos insetos.


No Ecoprint, a flor do cosmos pode ser aplicada no linho, lã, seda ou algodão. Suas tonalidades variam entre o amarelo, laranja, marrom e tons terrosos, tudo de acordo com o tipo de fixador utilizado.


Curiosidade: Existem cerca de 26 espécies de cosmos, algumas com floradas amarelas, outras roxas, lilases e vermelhas, mas o tom intenso quem nos oferta mesmo é a flor do cosmos amarelo-ouro.

Toda a exuberância e utilidade do boldo.

Boldo


Eis uma das plantas mais conhecidas em nosso país. Além de suas propriedades medicinais, o boldo, que se desenvolve bem em todo o território brasileiro, é também um excelente elemento para a criação de peças em Ecoprint.


Essa planta nos fornece variadas tonalidades de verde, principalmente paletas sutis de verde acinzentado, além de cinza, ocre e marrom, tudo dependerá do tipo de fixador aplicado. Vale destacar ainda a forma de suas folhas, que podem criar padrões marcantes e variados.


O boldo imprime muito bem na lã e na seda.

Curiosidade: O boldo já era muito conhecido pelas comunidades pré-colombianas habitantes dos Andes e que utilizavam a erva para fins terapêuticos, para perfumaria e também para o tingimento.

Flor de macela. Fonte: Pinterest.

Flor de macela


Também conhecida no Brasil por diferentes nomes, como macela-do-campo, macelinha, carrapichinho-de-agulha ou camomila nacional. É muito presente no Sul e no Nordeste, sendo que no Sul é associada à tradição alemã. A planta é considerada um dos símbolos oficiais do estado do Rio Grande do Sul.


A flor de macela é muito graciosa e possui aroma adocicado e acolhedor. No Ecoprint a planta cria tons amarelos sutis, conferindo um ar mais delicado nas impressões botânicas.

Prefira comprar buquês da flor seca no período do outono, pois depois de poucos meses armazenada ela tende a se esfarelar, o que faz com que perca sua forma delicada.


Curiosidade: A macela é utilizada como calmante, tal qual sua prima mais famosa, a camomila.

Em diversas regiões do Brasil, a planta é empregada no recheio de travesseiros, de modo a facilitar o sono com suas propriedades relaxantes. E como bem nos lembra a pesquisadora Fernanda Mascarenhas, a célebre boneca Emília, personagem do Sítio do Pica-Pau Amarelo, foi feita de macela.

Folha de aroeira.

Aroeira


Árvore de porte médio, com folhas muito aromáticas, flores pequenas e fruto vermelho brilhante e de aroma adocicado. Pode ser encontrada em todo o Brasil, com mais incidência no Sul do país.


Muito generosa em sua folhação, a Aroeira nos oferta no Ecoprint, tons acinzentados ou até mesmo negros, a depender do tipo de fixador empregado no processo. Suas sementes, a conhecida pimenta-rosa, também gera boa impressão em todas as fibras naturais.


Além de ser alimento que muitos pássaros adoram. Plante Aroeira para lindos Ecoprints, para a fauna e para sombra.

Casca de cebolas


Considerada por muitos um resíduo do dia a dia e sem nenhum valor, a casca de cebola é um dos elementos mais importantes da impressão botânica. Para muitos, essa capacidade de tingimento parece algo inédito, mas a casca de cebola é comumente utilizada na Ásia, especialmente no Japão, como matéria prima para tingir tecidos e papel.


Na República Tcheca, a casca de cebola é usada para tingir os ovos decorativos durante a Páscoa. Podemos usar com sucesso tanto a cebola roxa ou a amarela, ambas geram tonalidades que variam entre o dourado, verde acobreado, marrom e avermelhado. O resultado sempre surpreende pela intensidade e beleza das cores.


Muito generosa em tonalidade e com alta capacidade de tingimento, a casca de cebola pode ser armazenada por diversos meses desde que esteja bem seca.

Composição usando folhas de goiabeira e boldo.

Folha de goiabeira


A goiabeira é uma das mais populares árvores frutíferas do Brasil. Em toda cidade, principalmente no interior, elas são adoradas por seus frutos abundantes e sombra acolhedora.


A árvore, comum em toda a América do Sul, principalmente em regiões quentes ou temperadas, possui tronco tortuoso e incrivelmente denso. Seus galhos e folhas são ricos em taninos, elemento fundamental para a boa impressão botânica. Suas flores são brancas, solitárias e pequenas, presentes durante a primavera.


Na realização do Ecoprint a folha de goiabeira é elemento certo. Podemos usar tanto os brotos, quanto as folhas já bem crescidas. São elementos que surpreendem pela impressão bem marcada de suas nervuras e a harmoniosa presença de sua composição.


Para quem desejar uma padronagem mais ampla e exagerada, poderá combinar estas com as folhas de mangueira, planta que cresce bem em quase todo território brasileiro, e que gera impressões em paletas de cinzas até tons quase negros.

A folha de eucalipto e suas diferentes nuances.

Eucalipto


Chamamos de eucalipto as árvores da família Myrtaceae, que na realidade possui cerca de 1800 espécies. Suas flores são singulares e chamam a atenção pela quantidade de estames (como se fossem pelos ou espinhos moles). Suas folhas são conhecidas pela alta presença de óleos aromáticos, que atuam no Ecoprint como componente de presença de cor.


Trata-se de uma espécie com diferentes folhas, que variam de forma de acordo com a espécie. Para a impressão botânica, vale saber que estas imprimem bem melhor no verão e no outono. Dependendo da espécie, poderemos obter tons de laranja, marrom avermelhado, cinza e bege.


Resumindo

O que achou das dicas? Já experimentou algumas dessas plantas? Qual a sua favorita? Gostaria de sugerir alguma nova planta para essa lista? Deixe sua opinião nos comentários.


Lembrando que o meu curso online de Ecoprint está com novas vagas abertas. Confira aqui.

 

125 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo