• Nara Guichon

O impacto do plástico no meio ambiente




O uso desenfreado do plástico tem causado grandes impactos no meio ambiente e se mostra como uma das maiores ameaças para o equilíbrio da vida na Terra. Estima-se que desde a década de 50 a humanidade já tenha produzido cerca de 8.3 bilhões de toneladas de plástico.


A estimativa é que até 2050 esse elemento será um dos mais presentes em diversos ecossistemas, atingindo a terrível marca de 12 bilhões de toneladas de resíduos plásticos lançados sobre o planeta.


As pessoas tendem a considerar apenas os malefícios do plástico descartado pelas ruas, provocando enchentes e poluição nos rios, mas o problema com a produção de plásticos é infinitamente maior.


Principais problemas causados pelo acúmulo de plástico na natureza


O impacto na vida marinha


Durante décadas pensamos que os oceanos eram tão vastos e a vida neles tão farta que nada afetaria o equilíbrio destes. Atualmente, já sabemos o quanto isto não é verdade.

70% da superfície terrestre é coberta pelos mares e somente o oceano Pacífico cobre quase a metade do planeta. Surpreendentemente, em um espaço de tempo de menos de um século, os oceanos vêm se tornando um cemitério de plásticos. Dentro deste cenário as mudanças nos hábitos de produção e consumo são mais do que emergenciais.


O impacto da indústria do petróleo


Em 1907, quando a baquelite foi inventada, esta parecia ser um produto mágico, durável, leve e aparentemente indestrutível. A partir dos anos 40 outros tipos de plásticos foram colocados no mercado, passando a fazer parte de quase tudo em nossas vidas. A produção dos polímeros utilizados na elaboração do plástico é feita a partir de diversos processos petroquímicos, que liberam diversas substâncias tóxicas no planeta.


Nos últimos 50 anos o consumo de plástico pulou de 15 milhões de toneladas para 320 milhões de toneladas por ano. A previsão é de que esta quantidade dobre nas próximas duas décadas. Um percentual de 99% do plástico ainda é feito de produtos químicos derivados do petróleo.


Aterro sanitário


Quando descartados nos lixões e aterros sanitários os plásticos são apenas retirados de cena. Na verdade os aterros apenas acomodam esse material sem dar a ele o seu correto destino.


Este problema agrava-se quando todos os tipos de lixo, inclusive materiais tóxicos, são colocados nos aterros e lixões gerando fermentação e chorume, comprometendo a água e o solo. Estamos falando aqui de uma poluição contínua, pois cada pedaço de plástico demora em média de 400 a 600 anos para se decompor e a contaminação dos recursos hídricos afeta toda a vida no planeta.


O plástico “secreto”


Usamos em nosso dia a dia diversos elementos que são feitos de compostos plásticos. A maioria desses elementos não são devidamente selecionados e reciclados, contribuindo para a onda massiva de destruição que o plástico causa no planeta.


Tecidos como poliéster e lycra são exemplos de plásticos disfarçados em fibras.

O perigo mora até mesmo em nossos alimentos. Diversas embalagens plásticas emitem compostos químicos para os alimentos, provocando câncer, infertilidade e outros problemas graves de saúde.


O composto chamado de Bisfenol A, ou BPA, vem sendo apontado como extremamente nocivo à saúde humana e é encontrado em enlatados e garrafas pet. Outro exemplo são as garrafas de água embalada que, quando expostas ao calor, emitem elementos igualmente nocivos.

Além disso diversos alimentos processados recebem polímeros plásticos em sua composição. Artigos como salsichas, nugets e hambúrgueres estão sendo apontados como comida literalmente plástica.

Vida marinha ameaçada: Fonte WWF.

O que fazer para mudar esse cenário?


Com algumas práticas simples de conscientização é possível ajudar na redução da produção de plástico e contribuir para um mundo mais harmonioso.


Opte por fazer suas compras em estabelecimentos “plastic free”

Essa é uma ideia que nasceu nos Estados Unidos e tem ganhado adeptos em todo o mundo. Diversas lojas e supermercados oferecem a opção de descartar o excesso de plástico dos produtos ainda no caixa. O material recolhido é destinado para associações de reciclagem e você leva menos plástico para casa.


Leve sempre suas sacolas de tecidos quando for às compras e se esquecer delas solicite caixas de papelão para transportar as compras.


Verifique a disponibilidade de embalagens de papel ou de plásticos feitos de amido, de cana de açúcar etc.


Prefira alimentos produzidos localmente

A indústria alimentícia é responsável por cerca de 23% de toda a emissão de plástico do mundo. Valorize as feiras de bairro, dando preferência a alimentos produzidos em sua região e se possível de agricultura orgânica. Assim você estará incentivando a produção familiar e reduzindo consideravelmente a produção de plástico no planeta.


Separe seu lixo

Informe-se sobre o serviço de coleta seletiva em sua cidade. Em muitas localidades existem associações de catadores e recicladores que usam o plástico como fonte de renda. Além de evitar que esses materiais sejam descartados imprudentemente num lixão, você ajuda pessoas que contribuem para um mundo mais limpo.


Entre o natural e o plástico, prefira o natural

Diversos artigos do nosso cotidiano podem ser adquiridos em sua versão natural e não plástica. Desta forma prefira fibras naturais, como algodão, linho ou seda no lugar de tecidos sintéticos. Outros artigos como buchas de limpeza, peças de decoração, travesseiros, chinelos e acessórios de moda podem ser feitos sem a matéria plástica em sua composição.


Valorize o trabalho artesanal e de reciclagem

O artesanato é o grande responsável por dar uma nova utilidade a elementos que seriam descartados no meio ambiente. Praticamente todos os artigos plásticos podem ser convertidos em diversos outros produtos.


Ao apoiar e adquirir produtos de artesãos, artistas e designers que trabalham com materiais reciclados estamos diminuindo o impacto do plástico no planeta e valorizando a cultura e mão de obra local, fomentando a dignidade humana e a criação de renda.


Reutilize os artigos plásticos

Potes, garrafas e sacolas podem serem reaproveitados. Use sua imaginação e crie objetos que podem ser úteis e bonitos para criar presentes. Na internet você encontrará infinitas ideias e além de economizar dinheiro, você será reconhecido como alguém que faz a diferença.


Resumindo

O plástico é um dos grandes problemas ambientais de nosso tempo. Por se tratar de um elemento de lenta decomposição, um simples resíduo plástico pode permanecer no meio ambiente por séculos.


Para reverter essa situação alarmante é preciso mudar nossos hábitos e promover um consumo consciente. Com um pouco de esforço e dedicação podemos contribuir para um mundo mais limpo e mais justo.

 

15 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo