• Nara Guichon

Conheça e apoie os principais projetos de reflorestamento do Brasil

O período entre 2019 e 2020 foi um dos mais devastadores para os ecossistemas brasileiros.

Na região amazônica, só entre agosto de 2019 e julho de 2020, houve um aumento de 34,5% nos alertas de desmatamento em relação ao mesmo período do ano anterior.


Isso sem falar na alta taxa de destruição de biomas inteiros, como foi o caso dos incêndios no Pantanal, que devastaram nada menos que quase 30% de toda a área de preservação de um dos habitats mais ricos em fauna e flora do planeta.


Mas nem tudo está perdido. Diversas ONGs e instituições independentes de interesses governamentais ou comerciais continuam a mobilizar seus esforços para frear o caos ambiental que estamos vivenciando.


Se você já pensou em ajudar a plantar árvores e não sabe por onde começar, confira a lista com alguns projetos relevantes de reflorestamento e recuperação de áreas degradadas:

Sede da Apremavi. Fonte: Divulgação.

Apremavi

Santa Catarina e Paraná.

https://apremavi.org.br/


A Associação de Preservação do Meio Ambiente e da Vida (Apremavi), foi criada em 1987 e sua sede está na cidade de Atalanta, em Santa Catarina.


Ao longo de sua trajetória, a Apremavi mobilizou grande esforço pelo aprimoramento das políticas públicas ambientais, pela criação de unidades de conservação públicas e particulares, em ações de capacitação e educação ambiental.


Hoje estima-se que a Apremavi tenha ajudado a plantar mais de 8,5 milhões de árvores nativas, recuperando ativamente uma região de Mata Atlântica severamente agredida.

Esse é um projeto especial, do qual sou sócia e colaboradora recorrente. Ao longo de duas décadas estimo que tenhamos plantado em parceria cerca de 20 mil mudas em toda essa região.


Você pode saber mais sobre o principal projeto de reflorestamento da Apremavi aqui, ou ainda conhecer outras ações e se tornar um colaborador aqui.



Projeto Onda Verde

Autua na Baixada Fluminense, no Rio de Janeiro.

https://www.ondaverde.org.br


Com mais de 2 milhões de mudas plantadas, o projeto Onda Verde possui a meta de ajudar a recuperar a Mata Atlântica na região da Baixada Fluminense, local com perda significativa dos biomas originais.


O projeto tem 26 anos de história e já atendeu 200 mil alunos em ações de conscientização ambiental, economia solidária, redução de lixo e reuso de materiais.


Entre as metas do Onda Verde estão a proteção permanente à Mata Atlântica, a prática do reflorestamento e de planos de manejo de áreas degradas, além de grande foco em educação para sustentabilidade e inclusão social.



IPE – Instituto de Pesquisas Ecológicas

Atua no Amazonas, São Paulo, interior da Bahia, Pantanal e no Cerrado Central.

https://www.ipe.org.br/projetos


ONG educacional que desenvolve diversos programas de educação ambiental e extensão agroecológica junto às comunidades vizinhas às áreas naturais. Atualmente o projeto está em expansão em número de hectares protegidos contra a ação destruidora humana.

Um dos destaques são os projetos integrados no interior paulista, especialmente no Pontal do Paranapanema, uma região com diversos assentamentos rurais e grande destruição da Mata Atlântica.


As ações do IPE visam ainda a preservação das abelhas e a ampliação dos corredores ambientais, além da criação de áreas de proteção com respeito aos recursos florestais, hídricos e em prol da neutralização de emissões de CO2 (gás carbônico). Você pode doar a partir de 30 reais e ajudar ativamente no reflorestamento. Saiba mais na página do projeto Doe Florestas.


Certamente é um dos projetos mais sólidos e abrangentes em vigor no Brasil.

A sede do IPE está em Nazaré Paulista, a cerca de 100 quilômetros de distância da cidade de São Paulo.


SOS Amazônia

Atua em toda a região Amazônica.

https://sosamazonia.org.br/


O foco da SOS Amazônia é promover a conservação da biodiversidade do maior ecossistema do planeta, a Floresta Amazônica.


Atuando em diferentes linhas, a SOS Amazônia é um dos projetos mais sólidos de proteção ambiental em prática no Brasil, com foco na proteção de habitats, resgate de animais em perigo e ampliação dos programas de reflorestamento.


Um dos grandes projetos de destaque é o Observatório de Políticas Públicas Socioambientais do Acre, criado para monitorar iniciativas governamentais e empresariais numa região de grande biodiversidade e nem sempre lembrada pelos governantes.


A SOS Amazônia possui ainda um programa periódico de voluntariado, no qual o participante pode ajudar pessoalmente em diversos projetos e programas ambientais. Saiba mais sobre como participar aqui.


ISA – Instituto Socioambiental

Atua em todo o território brasileiro

https://www.socioambiental.org/pt-br


O ISA, Instituto Socioambiental, tem como foco central a defesa de bens e direitos sociais relativos ao meio ambiente, ao patrimônio cultural e aos direitos dos povos nativos.

O Instituto é responsável pelo monitoramento de dezenas de áreas de conservação e pela recuperação ambiental, garantindo que esses espaços sejam respeitados e protegidos dos interesses comerciais.


Aqui você pode conferir quais espaços ambientais estão em fase de recuperação e como ajudar o mais próximo de sua região.


Canto vivo

Atua em Sergipe.

https://www.cantovivo.org/


A ONG foi idealizada por Cristiane Nogueira em 2001 para a soltura de aves silvestres nas matas sergipanas. Hoje o projeto cresceu e distribui cerca de 400 mil mudas e sementes de árvores nativas todos os anos.

A Canto Vivo já recuperou boa parte da vegetação da serra de São José, localizada próximo à cidade sergipana de Campo do Brito. Além disso, a ONG possui diversos projetos de conscientização ambiental nas comunidades e apoio a reciclagem e redução da produção de lixo.


Iniciativa Verde

https://www.iniciativaverde.org.br/




A Iniciativa Verde é responsável, dentre outros projetos, pela ação Amigos da Floresta, de recuperação de áreas verdes com mudas nativas ao redor de mananciais e nascentes.

Quem se cadastra como colaborador pode acompanhar o andamento das ações através do site, que conta com um controle de quantas mudas forão plantadas em cada região. Veja no link. A ONG atua em diversos estados: São Paulo, Rio Grande do Sul, Paraná, Bahia, Amazônia e Mato Grosso.


Outro projeto que merece ser incentivado é o Plantando Águas, que integra saneamento básico, recuperação de florestas e educação ambiental para proteger a água no campo.

Lélia Wanick e Sebastião Salgado na RPPN Fazenda Bulcão. Foto: Divulgação.

Instituto Terra

Atua na região do Vale do Rio Doce, entre Minas Gerais e o Espírito Santo.

https://institutoterra.org/


Projeto de recuperação ambiental idealizado pelo fotógrafo Sebastião Salgado e sua esposa, a designer e Lélia Deluiz Wanick Salgado. A ideia começou em 1998, na antiga fazenda da família na cidade de Aimorés, em Minas Gerais, uma região marcada pela severa degradação ambiental.


Atualmente, estima-se pelo menos 2 milhões de mudas de árvores dentro da área da RPPN, utilizando mais de 290 espécies nativas de Mata Atlântica. O projeto pretende agora recuperar todo o entorno do vale do Rio Doce, bioma severamente atingido pelos vazamentos de barragens em Minas Gerais.


O projeto conta com o apoio de empresas e da sociedade civil para ampliar sua atuação. Você pode saber como ajudar diretamente aqui.


TNC Brasil

https://www.tnc.org.br/


A ONG The Nature Conservancy atua globalmente e possui diversos projetos de alta importância ambiental no Brasil.


Hoje a TNH Brasil investe num dos maiores projetos conjuntos de reflorestamento do país. A meta é alta: restaurar 1 bilhão de árvores no em todo o Brasil até 2030 e contribuir para que o governo brasileiro atinja sua meta de mitigação às mudanças climáticas no Acordo de Paris.


Outra ação que merece destaque é o programa de conservação da Mantiqueira, uma iniciativa que junta diversos colaboradores de 284 municípios da região sudeste, nos estados de São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro, para construir uma rede de restauração florestal.



Em resumo


Reflorestar é possível. Um mundo mais harmonioso e justo começa com o respeito ambiental. E você pode fazer parte dessa mudança urgente! Plantar uma árvore é um gesto de amor com o planeta e para com os seus.



651 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo